Postado em 18 de Abril de 2018 às 16h35

Cidadãos têm direito de propor projetos de lei

Cleiton Fossá | Vereador         O desenvolvimento do projeto de lei não é exclusividade do poder legislativo, pois as normas que regem um município, estado ou país, também podem ser...

        O desenvolvimento do projeto de lei não é exclusividade do poder legislativo, pois as normas que regem um município, estado ou país, também podem ser apresentadas por todos os cidadãos, sem a necessidade de ocupar um cargo no poder.

        O projeto de lei de iniciativa popular frisa a importância da democracia, da liberdade de expressão e do trabalho conjunto para criar políticas que visam melhorias para o país e a população em um todo.

        A lei nº 9.709, de 18 de novembro de 1998, garante que qualquer pessoa, da mesma forma que tem direito ao voto, pode apresentar um projeto de iniciativa popular. Quando a população propõe um projeto em nível nacional é necessário que 1% dos eleitores estejam de acordo. Entretanto, os requisitos mudam conforme o município quando o projeto visa medidas municipais.

        A campanha “Basta! Temos que mudar” é uma proposta de iniciativa popular, que aborda três medidas:


Proibição de nomeação de parentes de vereadores na prefeitura

        Esta prática é chamada de Nepotismo Cruzado. Se o nepotismo é caracterizado pela contratação de parentes de agentes públicos no mesmo poder, o nepotismo cruzado é praticado quando há contratação trocada de parentes de pessoas que ocupam cargos em poderes diferentes.

        Ou seja, há uma troca de favores, o prefeito pode indicar parentes de um vereador para trabalhar na prefeitura e o vereador pode indicar parentes do prefeito para trabalhar na câmara. Logo, esta medida tem como objetivo proibir de vez o nepotismo cruzado.


Proibição de pessoas não qualificadas exercerem cargos comissionados

         Para ser um servidor público é necessário passar no concurso. Porém, isso não vale para os cargos comissionados. As autoridades podem nomear pessoas que confiam para exercer as funções, mas o problema se desenvolve quando os nomeados, que assumem os cargos de direção, chefia ou assessoramento, não são qualificados para exercer o seu papel de acordo com o cargo.


Proibição de vereador assumir cargo na Prefeitura

        A essência desta medida é a moralidade. Quando a população elege o candidato a vereador, ela espera que ele cumpra com seus deveres de acordo com os objetivos do poder legislativo: criar leis e fiscalizar.

        Quando o vereador assume um cargo no poder executivo, ele demonstra a falta de comprometimento com a população que o elegeu. O problema principal é o vereador não renunciar o seu cargo para trocar de poder.

        Em Chapecó são necessárias sete mil assinaturas físicas para que o projeto de iniciativa popular ganhe força. Logo, as propostas só poderão ser apresentadas na Câmara de Vereadores se cumprir com o número mínimo de assinaturas, ou seja, um grupo de pessoas que partilham suas percepções em defesa de uma ideia central.

        Para colaborar com o projeto, você pode entrar em contato com o mandato do vereador Cleiton Fossá ou acessar a página da campanha. Neste espaço você poderá preencher o formulário para apoiar as medidas. Já no Gabinete Virtual é possível acessar o "Projeto de lei- Basta! Temos que mudar!".

        Logo, é só baixar a "Lista de apoiamento" que permite a coleta de assinaturas físicas.

        Assim sendo, todas as pessoas, que concordam com o projeto, podem apresentar as propostas para amigos, colegas ou familiares que também compactuam com a ideia e, ajudar na coleta de assinaturas. Em seguida é necessário entregar o documento para o mandato do vereador Cleiton Fossá.

        Os projetos de lei também são meios que permitem que todas as pessoas possam apresentar estratégias que colaborem para o desenvolvimento do país e assim exercer a cidadania na luta constante por direitos e pelo cumprimento dos seus deveres.


Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

cleiton Fossá fala sobre campanha "Basta! Temos Que Mudar"

Veja também

Fossá se reúne com moradores da Efapi25/02/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá se reuniu com uma comissão de moradores dos loteamentos Alice I, Alice II e Mirante do Sul, no bairro Efapi. As reivindicações destas comunidades são instalação de telefonia fixa, entrega de correspondência por parte dos Correios, pavimentação asfáltica, iluminação pública, coleta de lixo e, principalmente, a construção de um CEIM e de uma escola de ensino fundamental nesta parte......
Fossá aprova Projeto de Lei do “IPTU Verde” em Chapecó 15/12/20        Foi aprovado na última quinta-feira (10) o Projeto de Lei Complementar nº 3/2019 , de autoria do Vereador Cleiton Fossá, que institui o chamado IPTU Verde na cidade de Chapecó, agora o Projeto segue para......
Resumo da semana: medidas de enfrentamento ao coronavírus21/03/20        De acordo com o Ministério da Saúde, o Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em......

Voltar para NOTÍCIAS