Postado em 16 de Fevereiro de 2016 às 19h49

Fossá critica gestão pública de Chapecó

Chapecó - O vereador Cleiton Fossá usou a tribuna da Câmara de Chapecó nesta semana para citar o gastos excessivos da prefeitura de Chapecó, que comprometem investimentos com recursos próprios. O parlamentar utilizou dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para ilustrar que a administração municipal elevou seus gastos em relação ao que arrecadou nos últimos oito anos. Conforme o TCE, em 2008, Chapecó tinha receita de R$ 271,2 milhões, passando para R$ 532,8 milhões em 2015, o que corresponde a um crescimento de 96,4%. Entretanto, no mesmo período, as despesas registraram crescimento de 121,3%, passando de R$ 216,3 milhões para R$ 478,7 milhões. 'Esse acréscimo nos gastos se deve, principalmente, ao inchaço da máquina pública', diz. Para Fossá, fica evidente que a arrecadação de Chapecó não diminuiu, mas que as despesas saíram do controle. 'Essa administração tinha mais de 450 cargos comissionados. A farra com dinheiro público foi tanta, que precisaram cortar cargos para tentar equilibrar as contas', criticou ele. Conforme o vereador, a má gestão em Chapecó agora é evidente e 'está aí para todos verem'. Ainda de acordo com Fossá, os gastos acima das receitas comprometeram investimentos com recursos próprios da prefeitura, sobretudo, nos bairros e interior de Chapecó, apesar do orçamento previsto para 2016 ser de R$ 750 milhões. 'O repasse de recursos federais pode ter caído, mas o principal problema em Chapecó é que a prefeitura gasta muito e mal seus recursos', finaliza.

Veja também

Levain: fermento natural para pães03/05 Nossos ancestrais descobriram há cerca de 6 mil anos, que é preciso basicamente de farinha, água e sal, para fazer um belo pão. A receita segue intacta até hoje. Relatos históricos, contam que os primeiros pães foram produzidos a base de farinha de trigo dura e seca. Já o processo de fermentação, veio bem depois. O alimento,......

Voltar para NOTÍCIAS