Postado em 29 de Julho de 2014 às 20h05

Fossá foca mandato na área da educação

Vereador (224)Projeto (23)Educação (5)Cleiton Fossá (314)Chapecó (304)Câmara (84)Atuação (5)
Chapecó - A educação em Chapecó tem sido um dos principais focos de atuação do vereador Cleiton Fossá desde o início de seu mandato. Depois de apresentar a proposta de ampliação dos horários de funcionamento dos Centros de Educação Infantil (CEIMs) - principalmente para contemplar os trabalhadores das agroindústrias e do comércio ', e de encaminhar representação ao Ministério Público, apontando problemas em itens e equipamentos de segurança em CEIMs e escolas municipais, Fossá tem novas propostas nesta área. Dois projetos do vereador serão avaliados neste segundo semestre. O projeto 022/14 trata sobre número máximo de alunos por turma pré-escolar e sua divisão em faixas etárias. Já o projeto 023/14 garante um professor auxiliar para cada criança portadora de necessidade especial nos estabelecimentos de ensino pré-escolar. Fossá explica que esses dois projetos visam corrigir alguns problemas observados em suas visitas aos CEIMs, principalmente quanto à condições dignas de trabalho para os educadores desenvolverem o aprendizado das crianças. Aproveitamento Já o projeto 040/14, que regulamentava a contratação de estagiários na rede pública municipal de ensino, foi barrada em junho pela base governista na Câmara de Chapecó. A proposta visava vedar a contratação de estagiários para atuarem em áreas profissionais que não possuam correlação com a sua respectiva grade curricular. 'O estágio deve ter caráter educativo e complementar ao ensino', justificou o vereador. Apesar da rejeição, o líder do governo, vereador João Rosa, afirmou que a administração municipal deve fazer um estudo sobre o assunto.

Veja também

Cleiton Fossá lamenta cancelamento da Efapi17/06/15 Chapecó - A administração municipal de Chapecó confirmou, na tarde de quarta-feira (17), o cancelamento da Efapi 2015. Criada em 1967, essa seria a 20ª edição da expofeira, que foi cancelada pela primeira vez em sua história. O vereador Cleiton Fossá lamenta a decisão. Conforme ele, a crise econômica - motivo alegado para o cancelamento - não serve como desculpa. Fossá lembrou o caso recente de Lages, que realizou a......

Voltar para NOTÍCIAS