Postado em 21 de Setembro de 2015 às 21h09

Fossá pede saída da secretária Astrit Tozzo por suspeita de direcionamento e superfaturamento da merenda escolar

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Pedido (6)Saída (4)
Chapecó - Em pronunciamento na tarde desta segunda-feira (21), o vereador Cleiton Fossá falou sobre a Ação Civil Pública de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Federal e recebida pela 2ª Vara Federal de Chapecó a respeito da merenda escolar. Fossá cobrou que a atual gestão municipal cancele o contrato com a empresa Nutriplus e que substitua a secretária de Educação, Astrit Tozzo, que estava à frente da pasta no período denunciando, entre 2007 e 2009, e que segue como secretária. Para o vereador, se o governo municipal não tomar nenhuma atitude, ficará no ar a suspeita o período após 2009, cujo fornecedora da merenda segui sendo a Nutriplus, bem como Astrit Tozzo, que continuou secretária por quase todo esse período. Por fim, Cleiton Fossá lembrou que a Ação Civil Pública teve como origem uma denúncia feita pelo professor e vereador Marcelino Chiarello, em 2009. Fossá ressaltou que a memória e as lutas de Chiarello continuam vivas e devem ser preservadas.

Veja também

Cleiton Fossá lança Gabinete Virtual04/12/17 Chapecó – Aproximar o cidadão do Poder Legislativo através da tecnologia. Esta é a principal proposta do “Gabinete Virtual”, uma inovação do mandato do vereador Cleiton Fossá em Chapecó. Através de uma reformulação completa em sua página na internet, agora a população poderá fazer pedidos,......
Cleiton Fossá propõe Programa Matrícula Sem Fila23/04/18 Chapecó – Todos os anos a cena se repete em Chapecó: pais acampados em frente aos estabelecimentos de ensino esperando para efetuar a matrícula ou rematrícula de seus filhos. Preocupado com a situação, o......
Delegacia da Efapi será reaberta, informa Fossá03/05/17 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá obteve informação que nesta quarta-feira, dia 3, que a 3ª Delegacia de Polícia, localizada no bairro Efapi, será reaberta. O local foi fechado por falta de efetivo policial no início de 2015. Após muito diálogo e pedidos,......

Voltar para NOTÍCIAS