Postado em 14 de Novembro de 2014 às 19h26

Fossá quer informações sobre mudança no Super Simples

Vereador (224)Cleiton Fossá (314)Chapecó (304)Câmara (84)
Chapecó - A publicação da Lei Complementar Federal 147/14, que estende benefícios e dá tratamento diferenciado a micro e pequenas empresas para a redução da carga tributária paga por elas, chamou a atenção do vereador Cleiton Fossá. Com base nisso, o legislador teve aprovando requerimento que solicita se Chapecó já realizou ou realizará convênio com a Receita Federal para o recolhimento do tributo da espécie ISSqn (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e, caso não seja realizado o convênio, como será feito o recolhimento. Fossá explica que a nova legislação universaliza o sistema de tributação diferenciado para micro e pequenas empresas, chamado de Super Simples. Assim, estes benefícios trarão redução da carga tributária das empresas que se enquadrarem nos critérios. 'Foi uma medida do governo federal para aliviar a carga tributária de micros e pequenas empresas. Ainda falta muito, mas esse foi um primeiro passo', disse. Por isso, o requerimento quer saber se Chapecó já fez o convênio ou como fará para receber o tributo, de modo que não gere burocracia. A mudança A partir de janeiro do próximo ano passará a valer a forma unificada de pagamento dos tributos, conforme preconiza o art. 15, I da LC 147/2014. Os contribuintes já estão se cadastrando na 'solicitação de opção'no site da Receita Federal, a fim de fazer valer uma das formas estabelecidas para desburocratização dos setores que se enquadram nos critérios. 'Com base nisso, os estados e municípios deverão estar preparados e afinados em parceira com a Receita Federal para efetivação da cobrança do tributo', finaliza Fossá.

Veja também

Fossá quer mudanças no sistema de numeração27/01/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá voltou a manifestar preocupação em relação ao sistema de numeração da cidade de Chapecó. O parlamentar explica que recebe inúmeros relatos da comunidade devido os problemas na entrega de correspondências, motivada pela falta de ordem ordenada na numeração das residências, inexistência de placas de identificação nominal das ruas, falta de CEP, entre outros. Em novembro passado,......

Voltar para NOTÍCIAS