Postado em 20 de Janeiro de 2016 às 18h31

Fossá volta a pedir padronização dos pontos de ônibus

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Vereador (224)
Chapecó - A Lei Municipal 5.669/2009, que trata sobre a padronização dos abrigos de passageiros do transporte coletivo de Chapecó, foi aprovada pela Câmara de Vereadores em novembro de 2009. Mais de seis anos depois, entretanto, ela ainda não entrou em vigor. O motivo é que o cronograma para padronização dos pontos de ônibus deveria acontecer a partir de um decreto municipal, que ainda não foi publicado pelo poder executivo. O vereador Cleiton Fossá, a exemplo do que já ocorreu em 2015, voltou a pedir à prefeitura de Chapecó que promulgue o decreto urgentemente. Ele argumenta que a população quer uma solução para o problema. 'Esse é um direito do usuário, ainda mais pelo alto valor da tarifa', resume. Um exemplo do problema foi flagrado por Fossá na rua Benjamin Constant, bairro Paraíso, onde há pontos sem acessibilidade, cheio de mato e sujeira. A lei aprovada pelos vereadores determina que todos os pontos de ônibus em Chapecó devem ter as laterais fechadas, bancos fixos em seu interior, podendo ser alterados os tamanhos conforme a necessidade, mas sempre obedecendo ao padrão estabelecido. 'A realidade está longe disso. Por isso, é preciso que seja definido o cronograma e as empresas obrigadas a instalar os abrigos de passageiros de acordo com a lei', finaliza Fossá.

Veja também

Cleiton Fossá busca solução para área irregular02/06/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá apresentou na Câmara de Vereadores pedido de realização de uma reunião de trabalho no bairro Bom Pastor para debater, com a Secretaria de Habitação, uma solução para as cerca de 30 famílias que vivem em uma área irregular. São aproximadamente 150 moradores que vivem na rua Arthur João Lara e servidão A. Conforme Fossá, é necessário resolver definitivamente o problema ou buscar......
Fossá critica atraso no pagamento dos servidores06/01/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá criticou, nesta terça-feira (6), o atraso dos salários dos servidores públicos de Chapecó, bem como, o não pagamento da rescisão de contrato dos ACTs na educação. Enquanto isso, o prefeito de Chapecó, José Caramori, está......

Voltar para NOTÍCIAS