Postado em 12 de Fevereiro de 2014 às 12h30

Maioria da base do Governo Caramori mantém a abusiva taxa do lixo

Vereador (224)Polêmica (3)Governo Caramori (3)Cleiton Fossá (314)
Chapecó - Oito vereadores da base do Governo Caramori rejeitaram o requerimento proposto pelo vereador Cleiton Fossá, subscrito pelos vereadores Nacir Marchesini, Marcilei Vignatti e Cleber Ceccon, que pedia a suspensão da cobrança da taxa de Resíduos Sólidos (TRC), popularmente conhecida como taxa de lixo, e que a administração municipal enviasse à Câmara de Vereadores um novo projeto, depois de ouvir a população em audiências públicas, para reparar o aumento abusivo proporcionado neste ano na cobrança da taxa de lixo. Apesar das manifestações populares, a base do governo Caramori não foi sensível ao pedido e rejeitou a proposta. Conforme Fossá, não ficou comprovada a necessidade de aumento na cobrança. O vereador ressalta que no ano passado foram gastos mais de R$ 13 milhões com a empresa TOS, responsável pelo recolhimento do lixo. 'É muita grana por um serviço ineficiente', ressalta. Outro ponto discutido pela bancada do PT é a cobrança do serviço em garagens de edifícios e terrenos baldios. 'Não produzem lixo', resume. Mesmo com a rejeição do requerimento, Fossá diz que ainda existem outros caminhos. Ele lembra que a bancada de oposição apresentou representação no Ministério Público de SC (MP/SC). Conforme Fossá, a nova cobrança da taxa de lixo fere o princípio da razoabilidade, pois em diversos casos a majoração da taxa foi superior a 1.000%. Além disso, a bancada de oposição já apresentou um projeto de lei para rever a TRC. 'Espero que o Governo Caramori perceba o erro que cometeu e tenha humildade em voltar atrás', finaliza.

Veja também

Fossá critica aumento da tarifa do transporte coletivo21/10/14 Chapecó - O anúncio do aumento do valor das tarifas do transporte coletivo, feita no início da noite de sexta-feira (17), já com efeito a partir de domingo (19) passado, pegou muitas pessoas de surpresa. O valor passou de R$ 2,40 para R$ 2,70 e, na compra antecipada, foi de R$ 2,20 para R$ 2,47. Mesmo licenciado, o vereador Cleiton Fossá diz que já estuda medidas para anular esse novo reajuste. Ele considera os......

Voltar para NOTÍCIAS