Postado em 17 de Setembro de 2019 às 18h40

Projeto de Lei IPTU Verde deverá ser votado em breve na Câmara de Vereadores


        O Vereador Cleiton Fossá o Projeto de Lei Complementar nº 3/2019 que propõe instituir o chamado IPTU Verde na cidade de Chapecó, o Projeto deve ser Votado a qualquer momento.

        O objetivo do projeto é fomentar medidas que melhorem, preservem, protejam e recuperem o meio ambiente e que elevem a qualidade de vida dos chapecoenses.

        Garantindo benefícios tributários aos contribuintes, proprietários de imóveis residenciais e não-residenciais de Chapecó.

        Dentre os inúmeros BENEFÍCIOS que o Projeto de Lei pode trazer para os chapecoenses, estão a melhoria da paisagem urbana, bem como o controle da poluição, garantindo incentivos práticos para a expansão das formas sustentáveis de construir e usufruir do espaço urbano.

        Se aprovado o Projeto de Lei, ele beneficiará os proprietários de imóveis, sejam eles residenciais ou comerciais que adotem medidas tais como:

 

  • Instalação de sistema de captação da água da chuva;
  • Sistema de reuso de água;
  • Sistema de aquecimento hidráulico solar;
  • Construção com materiais sustentáveis;
  • Telhado verde;
  • Sistema de aproveitamento energético solar;
  • Separação e encaminhamento de resíduos sólidos inorgânicos para reciclagem;
  • Instalação de lixeiras separadas conforme normas para coleta seletiva do lixo;
  • Disposição e manutenção de áreas verdes/permeáveis de acordo com a extensão total do imóvel,

dentre outras medidas sustentáveis previstas no Projeto.

        O benefício previsto no Projeto de Lei 03/19 consiste na redução do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), e pode ser cumulativo, ou seja, quanto mais medidas sustentáveis o proprietário do imóvel adotar e mais eficazes na proporção de seus resultados benéficos ao meio ambiente, maior será o desconto de IPTU.

        Caberá ao Poder Executivo regulamentar a forma e o percentual dos descontos previstos no Projeto de Lei, que se aprovado pelos Vereadores, deve ser regulamentado pela Prefeitura no prazo de 60 (sessenta) e passará a valer já a partir do ano de 2020.

        Existem 4 cidades em Santa Catarina que já possuem leis semelhantes, tais como:

- Balneário Camboriú (Lei Ordinária 2544/2013) onde os descontos podem chegar a 14% sobre o valor do IPTU;

- Florianópolis (art. 244 da Lei Complementar nº 007, de 1997, com as alterações da Lei Complementar nº 574, de 2016);

- Trombudo Central (Lei nº 2020 DE 12 de julho de 2018);

- e, recentemente, a Câmara Municipal de Içara/SC, aprovou e encaminhou para sanção em 23/11/2018 o PL 46/2018, que trata do IPTU Verde.
Para o Vereador Cleiton Fossá:

        "O estímulo ao desenvolvimento sustentável da cidade, aliado a consequente melhoria na qualidade de vida dos munícipes e as inovações tecnológicas são a questão central deste Projeto de Lei, o que está amplamente ancorado inclusive pelo Plano Diretor Municipal, que traz como um de seus princípios o Desenvolvimento Sustentável.

        Espero sinceramente que este projeto seja aprovado pelos vereadores,, visto que inúmeros estudos técnicos e acadêmicos foram feitos e que apontam a viabilidade da implantação."

 

 



Assessoria Comunicação Vereador Cleiton Fossá.

Veja também

Fossá fiscaliza Unidades de Saúde15/12/17 Chapecó – Vereador Cleiton Fossá, cumprindo seu papel de fiscal do povo, iniciou visitas nas Unidades de Saúde de Chapecó. Todos os Postos serão fiscalizados nos próximos dias, com o objetivo de constatar a realidade. Depois, será elaborado um relatório final, a fim de instruir a prefeitura para que tome as medidas necessárias para......
Vereadores de Chapecó rejeitam pedidos de informações17/10/17 Chapecó - A base governista rejeitou requerimentos do vereador Cleiton Fossá que solicitavam informações sobre diversas áreas. Na discussão em tribuna, Fossá ressaltou que os dados pedidos não constam no Portal da Transparência da prefeitura, por isso, a......

Voltar para NOTÍCIAS