Postado em 08 de Outubro de 2013 às 21h27

Vereador apoia ampliação do salário maternidade

Cleiton Fossá (314)Chapecó (304)Brasília (5)
Chapecó - O vereador Cleiton Fossá, que esteve em Brasília (DF) na semana passada acompanhando um grupo de empresários ligados ao Deatec em audiências para a implantação em Chapecó de um Polo Tecnológico, participou a convite do deputado federal Pedro Uczai de audiência na Secretaria-Geral da Presidência da República. A reunião foi comandada pelo assessor especial da Secretaria-Geral, Delcimar Pires Martins, e contou ainda com a participação da representante da mulheres camponesas do Brasil, Iridiani Seibert. Na pauta, a reivindicação para que o salário maternidade, que atualmente é de quatro meses, seja ampliado para seis meses. O assunto atualmente se encontra paralisado, pois a Previdência Social ainda não apresentou o gasto que essa mudança representará. Uczai quer que o governo federal aprove a ampliação do tempo de duração do salário maternidade até 8 março do próximo ano, quando é comemorado o Dia da Mulher. 'Este não é somente um direito social das mães, mas também um direito das crianças', comentou Uczai. Defesa Fossá, que é advogado e especialista em Direito Previdenciário, diz que é falácia o argumento que a ampliação do salário maternidade de quatro para seis meses vai quebrar a Previdência Social. Ele explica que o fator previdenciário faz com que o INSS gaste menos com aposentadoria todos os anos e que, com isso, sobra dinheiro, que poderia ser aplicado neste benefício, que é importante para as mães trabalhadoras e também para as crianças. 'A Previdência aguenta essa alteração, que será mais uma importante conquista da sociedade', disse Fossá.

Veja também

Cleiton Fossá lamenta cancelamento da Efapi17/06/15 Chapecó - A administração municipal de Chapecó confirmou, na tarde de quarta-feira (17), o cancelamento da Efapi 2015. Criada em 1967, essa seria a 20ª edição da expofeira, que foi cancelada pela primeira vez em sua história. O vereador Cleiton Fossá lamenta a decisão. Conforme ele, a crise econômica - motivo alegado para o cancelamento - não serve como desculpa. Fossá lembrou o caso recente de Lages, que realizou a......

Voltar para NOTÍCIAS