Postado em 05 de Dezembro de 2019 às 18h06

Mudanças que podem ocorrer na Mobilidade Urbana de Chapecó

Mobilidade Urbana no Brasil

        A mobilidade urbana está vinculada ao deslocamento das pessoas em uma cidade e a discussão sobre esse tema abrange várias questões, como o desenvolvimento, sustentabilidade, qualidade de vida das pessoas.

        A nossa Constituição Federal de 1988 atribuiu ao Governo Federal a competência para elaboração de diretrizes gerais para o desenvolvimento urbano e aos municípios a execução da política de desenvolvimento urbano

        Apenas no ano de 2012 o Brasil regulamentou de fato as diretrizes gerais para uma Política Nacional de Mobilidade Urbana. A Lei Federal n° 12.587 de 2012 foi um importante marco para a elaboração das políticas municipais de mobilidade.


O Plano de Mobilidade Urbana de Chapecó

        No ano de 2015 foi publicado o Relatório Final do Estudo de Mobilidade Urbana pela Prefeitura Municipal de Chapecó que transformou-se na Lei nº 6847, de 14 de março de 2016.

        Seguindo as diretrizes nacionais, o Plano de Mobilidade Urbana de Chapecó visa priorizar meios de transporte e ocupação dos espaços da cidade que seja sustentáveis e não poluentes, bem como os transportes coletivos e os não motorizados.

        São várias as propostas e metas colocadas no novo modelo de mobilidade urbana estudado para Chapecó (Lei Municipal 6.847 de 14 março de 2016), dentre elas destacam-se: 


Principais mudanças para o transporte Público Coletivo

        Manutenção do terminal já existente no mesmo local, devendo o mesmo ser revitalizado e adequado para o sistema de pagamento antecipado (ou seja, terá de possuir controle de acesso ao mesmo).

        Além disso, deve-se substituir as plataformas laterais para uma única, central.

        Implantação de mais dois terminais: um no bairro Efapi e outro no canteiro central da Avenida Getúlio Dornelles Vargas, entre a Avenida São Pedro e a Rua São João.

  • Redefinição dos itinerários;
  • Criação do Binário das Avenidas Fernando Machado e Nereu Ramos.

 

Outras mudanças importantes previstas para a mobilidade Urbana de Chapecó

  • implementação de uma via exclusiva para pedestres, de 1 hectare, na área central da cidade (cujo prazo de implantação foi previsto para quatro anos após a aprovação do Plano de Mobilidade em 2016);
  • implementação de um calçadão na Avenida Getúlio Vargas entre as Ruas Marechal Borman e Quintino Bocaiúva;
  • criação de um sistema cicloviário através da implementação de 30 km de ciclovias/ciclofaixas/faixas compartilhadas em duas fases(12,5 km nos principais eixos da cidade, nos primeiros quatro anos após aprovação do Plano de Mobilidade e 17,5 km nos eixos secundários, nos primeiros oito anos após a aprovação do Plano de Mobilidade);
  • implantação de oito pontos de compartilhamento de bicicletas, situados nos eixos prioritários do sistema cicloviário, nos primeiros quatro anos após aprovação do Plano de Mobilidade;
  • redução em 40,0% do espaço público ocupado pela infraestrutura do transporte individual motorizado nas três grandes avenidas da cidade (Getúlio Vargas, Nereu Ramos e Fernando Machado), entre a Avenida São Pedro e Rua Lauro Müller, nos próximos dez anos;
  • implantação do Anel Viário Central-Efapi, previsto no anexo IX do Plano Diretor Municipal;
  • Fechamento de cruzamentos;
  • Substituição de rótulas por semáforos;
  • Diminuição das conversões à esquerda nos semáforos;
  • Revisão dos horários das operações de carga e descarga na área central;
  • Construção de parques verdes, definindo uma taxa mínima de ocupação em todos os novos loteamentos, conforme já previsto no novo Plano Diretor;
  • Sinalizações verticais e horizontais padronizadas.


        Desde a aprovação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana de Chapecó em 2016, muita coisa permaneceu só no papel.

        A Prefeitura Municipal realizou financiamentos para cumprir algumas das ações previstas no Plano de Mobilidade e que também foram promessas de campanha, como as ciclovias e ciclofaixas.


Quer entender mais?

        Nosso mandato convida você cidadão chapecoense a acompanhar as ações dos agentes políticos de nossa cidade, fiscalizem, opinem, exerçam a cidadania que lhes é de direito!

        Nesse sentido ainda os convidamos a acompanhar a tramitação dos Projetos de lei e Proposições deste Vereador em nossas redes sociais, no nosso Gabinete Virtual, e no Próprio site da Câmara de Vereadores de Chapecó

 

 


Cleiton Fossá
Advogado, professor universitário e vereador por Chapecó

Imagem: Prefeitura Municipal de Chapecó - Estudo de mobilidade urbana. 2015.

Cleiton Fossá | Vereador Mobilidade Urbana no Brasil         A mobilidade urbana está vinculada ao deslocamento das pessoas em uma cidade e a discussão sobre esse tema abrange várias...

Veja também

Fossá quer mais transparência à divulgação de informações24/02/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá apresentou neste início de ano quatros projetos de lei que buscam dar maior transparência à divulgação de informações de interesse público em Chapecó. As preposições estão tramitando nas comissões permanentes da Câmara e devem entrar na pauta nas próximas sessões. O primeiro projeto pede a divulgação da lista de espera dos cidadãos cadastrados para o acesso aos programas......
CPI do Asfalto é prorrogada18/12/13 Chapecó - Em reunião na tarde de hoje (18), os vereadores membros da CPI do Asfalto decidiram, de modo consensual, prorrogar os trabalhos da Comissão por mais 60 dias. Assim, as investigações se estenderão até 22 de fevereiro. O presidente Itamar Agnoletto, o......

Voltar para NOTÍCIAS