Postado em 26 de Fevereiro de 2018 às 10h10

Projeto garante transparência na saúde em Chapecó

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – O Projeto de Lei 072/17, que trata da divulgação das listas de pacientes que aguardam por consultas com médicos especialistas, exames e cirurgias na rede pública...

Chapecó – O Projeto de Lei 072/17, que trata da divulgação das listas de pacientes que aguardam por consultas com médicos especialistas, exames e cirurgias na rede pública municipal de Chapecó, será votado na Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, dia 26. De autoria do vereador Cleiton Fossá, a iniciativa ganhou parecer favorável da Procuradoria do Poder Legislativo e da Comissão de Legislação e Justiça. Desde que assumiu como vereador, em janeiro de 2013, Fossá luta por mais transparência na área da saúde em Chapecó.

O vereador apresentou o Projeto ainda no primeiro ano de mandato, após visitar as Unidades de Saúde, e o reapresentou em 2014, 2015 e 2016, sempre sendo rejeitado pela base governista. Em 2017, voltou a reapresentá-lo, mas o Projeto teve diversos pedidos de vistas, ficando para ser votado somente em 2018. Para preservar o direito à privacidade do paciente, a identificação é realizada por meio do cartão nacional de saúde ou pelo CPF. “Chapecó já podia contar com este serviço deste 2013. Agora é o momento”, ressalta ele.

A diferença agora, explica Fossá, é que uma lei semelhante foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo em âmbito estadual, após Projeto de Lei do deputado estadual Antônio Aguiar ter sido aprovado pela Alesc. A lei estadual não inclui, necessariamente, as questões de saúde relacionadas aos municípios, por isso, a necessidade de uma lei municipal. Conforme Fossá, o Projeto de Lei torna os serviços prestados à população mais eficientes e transparentes, evitando que pessoas sejam passadas à frente e outros privilégios.

 

Bruno Pace Dori, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Fossá quer mudanças no sistema de numeração27/01/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá voltou a manifestar preocupação em relação ao sistema de numeração da cidade de Chapecó. O parlamentar explica que recebe inúmeros relatos da comunidade devido os problemas na entrega de correspondências, motivada pela falta de ordem ordenada na numeração das residências, inexistência de placas de identificação nominal das ruas, falta de CEP, entre outros. Em novembro passado,......
Sete dias se passaram e Chapecó segue com 05 casos confirmados04/04/20        Na manhã deste sábado (04), a prefeitura de Chapecó, que tradicionalmente divulgava os dados epidemiológicos do município, através de uma transmissão ao vivo no Facebook, adotou um......

Voltar para NOTÍCIAS