Postado em 18 de Maio de 2015 às 20h49

Câmara discutirá posto da Celesc e da Casan na Efapi

Câmara (84)Casan (7)Celesc (3)Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Efapi (9)Vereador (224)
Chapecó - A Câmara de Vereadores de Chapecó aprovou, na tarde de segunda-feira (18), a realização de uma audiência pública no bairro Efapi para discutir a implantação de um posto de atendimento da Celesc e outro da Casan na região da Grande Efapi. Conforme o autor da proposta, vereador Cleiton Fossá, a reunião considera a necessidade e o interesse da comunidade, bem como, o direito dos consumidores em ter acesso facilitado às prestadoras de serviços públicos. Fossá salienta que a Grande Efapi possui aproximadamente 70 mil habitantes, porém, carece ainda de diversos serviços públicos. Segundo o vereador, a instalação de postos da Celesc e da Casan no bairro facilitaria muito a vida dos moradores, que não precisariam se deslocar até o centro de Chapecó quando necessitarem dos serviços destas duas estatais. 'É direito básico dos consumidores o acesso a um serviço público eficaz e adequado, por isso, apresentei a proposta', ressalta. Serão convidados para participarem da audiência pública, o prefeito de Chapecó, José Caramori; o gerente regional da Celesc, Aderbal Pedroso da Silva, e o superintendente regional da Casan, Écio Bordignon, além de lideranças comunitárias e moradores em geral. A data, horário e local serão definidos nos próximos dias pelo legislativo. 'Vamos discutir com a sociedade a implantação de postos da Celesc e Casan na Efapi. Precisamos avançar nesta questão', finaliza Fossá.

Veja também

Educação infantil: relatório aponta necessidades29/01/14 Chapecó - Após um longo debate, que envolveu uma audiência pública, duas reuniões de trabalho, além de visitas a empresas e aos municípios de Seara e Saudades, o vereador Cleiton Fossá finalizou o relatório sobre os Centros de Educação Infantil Municipal (CEIMs) de Chapecó. Fossá iniciou a discussão logo quando assumiu como vereador, no início de 2013. O documento aponta necessidades consideradas urgentes, como o......

Voltar para NOTÍCIAS