Postado em 21 de Junho de 2018 às 16h02

Cleiton Fossá defende lei de assistência técnica para obras

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – Através de uma transmissão ao vivo por suas redes sociais, o vereador Cleiton Fossá voltou a abordar a respeito da Lei Federal 11.888/2008, que assegura às...

Chapecó – Através de uma transmissão ao vivo por suas redes sociais, o vereador Cleiton Fossá voltou a abordar a respeito da Lei Federal 11.888/2008, que assegura às famílias de baixa renda, aquelas cuja renda mensal é de até três salários-mínimos, assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação. No último dia 12, o mandato do vereador promoveu uma Reunião de Trabalho que debateu a possibilidade da implementação de convênios entre entidades que trabalham a elaboração/regularização de imóveis residenciais.

A Lei Federal existe desde 2008, mas o município de Chapecó ainda não aderiu ao programa. Após identificar isso, Cleiton Fossá buscou informações e promoveu a reunião, que envolveu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Chapecó, a 13ª Promotoria de Justiça de Chapecó, a Defensoria Pública de Chapecó, a Caixa Econômica Federal, professores e acadêmicos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo da Unoesc e da Unochapecó, além de profissionais desta área. “O Poder Legislativo cumpriu o papel de fomentar e debater esse importante tema”, diz.

A lei de assistência técnica pública e gratuita engloba o projeto, acompanhamento e execução de reforma, ampliação ou regularização da habitação. Ela não substitui outros programas que contribuem para o acesso à moradia, pelo contrário, é uma alternativa a mais para auxiliar famílias que não estão entre as características exigidas em programas como o “Minha Casa, Minha Vida” ou “Crédito Solidário” e, também, não possuem regras rígidas que impeçam a qualidade das moradias, como reivindicava o Banco Nacional de Habitação (BNH).

No encontro foi apontado a importância da criação de convênios para que arquitetos e urbanistas, assistentes sociais e profissionais da área do direito possam prestar o serviço de assistência técnica, que serão custeados pelo Governo Federal. Ficou definido que em até 30 dias o setor de captação de recursos da prefeitura de Chapecó fará contato junto ao Ministério das Cidades para articular a liberação de valores, que depois serão acessados através da Caixa. Após, será firmado o convênio com as universidades e profissionais interessados.

 

Bruno Pace Dori, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Ensino remoto: 77% dos alunos da rede pública da região Sul fazem as atividades pelo celular28/08/20        Setenta e sete por cento dos alunos da rede pública da região Sul fazem as atividades de ensino remoto pelo celular. Os dados são de uma pesquisa do Instituto Datafolha sobre a educação não presencial com base em levantamento do mês de julho.        O sistema remoto está presente em Santa Catarina desde o dia......
Caso Pelicioli: Vereadores solicitam parecer jurídico23/04/14 Chapecó - Os vereadores de oposição na Câmara de Chapecó - Cleiton Fossá, Marcilei Vignatti, Nacir Marchesini e Cleber Ceccon - encaminharam ofício ao procurador jurídico da Casa, Luiz Junior Peruzzolo, solicitando parecer se houve ou não quebra de decoro......

Voltar para NOTÍCIAS