Postado em 15 de Julho de 2020 às 19h48

Estacionamento Rotativo em Chapecó: Rotativo ou Arrecadatório?

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó assim como muitas cidades do Brasil, conta com o sistema de estacionamento rotativo. Com o objetivo principal de contribuir para que as ruas da cidade não fiquem com as vagas 100% utilizadas o...

Chapecó assim como muitas cidades do Brasil, conta com o sistema de estacionamento rotativo. Com o objetivo principal de contribuir para que as ruas da cidade não fiquem com as vagas 100% utilizadas o tempo todo pelas mesmas pessoas, essa medida contribui também para outra situação, a arrecadação de valor financeiro através de multas por quem não cumpre com as normas de tempo e de troca de vaga.

Segundo informações do contrato firmado entre à Prefeitura de Chapecó e empresa terceirizada contratada, Caiuá, mais de 900 mil reais mensais, giram em torno das vagas disponíveis na região central da cidade.

O total arrecadado, destina-se a empresa que repassa somente uma parcela deste valor aos cofres públicos. Ou seja, do valor arrecadado pela empresa durante 1 mês, o equivalente a apenas um dia de arrecadação e repassado aos cofres públicos.

O cálculo pode ser compreendido da seguinte maneira: a empresa Caiuá repassa, de acordo com a cláusula 5 do contrato, R$10,49 por vaga mensalmente a administração municipal. Resultando em média, R$ 40.501,89 mensal.

Já a Caiuá lucra, em média, até R$ 227.026,8 por semana e somado todas as semanas do mês, o valor salta para uma média de R$ 908.107,20.

Essa desproporcionalidade é uma situação descabível, em vista de um município que conta hoje, com cerca de 220 mil habitantes, segundo dados do IBGE. Este valor poderia ser revertido em investimentos nas áreas da saúde, segurança pública e educação.

Em vista da quantia arrecadada mensalmente, se não existisse esse sistema, ou a arrecadação fosse para os cofres públicos, em sua maioria, seria possível, aplicar em ações que beneficiariam os chapecoenses, a exemplo das citadas acima.

Cleiton Fossá, vereador de Chapecó, comenta sobre essa desproporcionalidade há muito tempo, e em seu entendimento, avalia que é uma situação que precisa ser revista.

Além disso, destaca que é preciso que o sistema além de arrecadar recursos, possa destinar esse montante da maneira correta e justa, em prol dos moradores de Chapecó.

“Deixo claro que não sou contra a organização e que os motoristas precisam fazer rodízio para que todos possam acessar a área central da cidade, sou contra a desproporcionalidade nos repasses financeiros e na destinação e aplicação correta dos recursos”, afirma.

Atualmente, conforme dados da Caiuá, são 3.655 vagas de estacionamento tarifadas, essas que são para automóveis, idosos, carga e descarga. Já o número de vagas não tarifadas, corresponde a 1.328, sendo essas para pessoas com deficiência (PCD), de curta duração, motocicletas e embarque e desembarque.

Caso tenha algum problema relacionado ao estacionamento rotativo, procure nosso gabinete virtual ou entre em contato conosco pelas redes sociais.


>>> Fique por dentro da atuação de Cleiton Fossá pelo WhatsApp, ou através das redes sociais: Facebook e Instagram.




Fonte: Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá 

  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

"88 anos já é metade da vida", Osvaldo Maffissoni.29/08/19         Nos dias frios de agosto não poupou fogão a lenha. Foi assim, com a cozinha quentinha, que Osvaldo Maffissoni contou sua história. E quanta história! Nascido quatro de maio de 1931, no município de Lajeado, onde cresceu na companhia de 14 irmãos, iniciou seu legado. O modo de vida típico de quem morou no interior em um tempo que não......
Chapecó confirma 420 pessoas infectadas com a Covid-1913/05/20 Os dados atualizados pela prefeitura nesta quarta-feira (13) confirmam 420 casos de coronavírus no município. Destas, 80 estão recuperadas e um óbito suspeito foi notificado. Destes, 331 estão em isolamento......
Fossá garante apoio ao turismo rural31/01/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá apresentou mais propostas nas Audiências Públicas que estão discutindo o novo Plano Diretor de Chapecó. Desta vez, o foco da ação foi o interior do município. Fossá pediu a inclusão, no artigo 50, da atividade de turismo......

Voltar para NOTÍCIAS