Postado em 30 de Março de 2020 às 14h41

Estiagem afeta distribuição de água em Chapecó

Cleiton Fossá | Vereador        Desde de 29 de janeiro deste ano o município de Chapecó está em situação de emergência por conta da estiagem. Foi declarada tal situação...

       Desde de 29 de janeiro deste ano o município de Chapecó está em situação de emergência por conta da estiagem. Foi declarada tal situação nas áreas do Município afetadas por Estiagem, através do Decreto 38.345, de 29 de janeiro de 2020. No mês de março, choveu apenas 20% do previsto. Com a falta de chuvas, a principal fonte de abastecimento de água da população, o Lajeado São José, se encontra com nível do rio próximo de 10%, situação que não era vista há 10 anos.

       Além disso, estima-se que neste período de quarentena em prevenção ao novo coronavírus, o consumo de água aumentou 30%. No entanto, medidas já estão sendo tomadas pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) para trabalhar esta questão.

       Para aumentar a capacidade de captação de água do São José, a CASAN já inseriu duas bombas flutuantes e está instalando novos equipamentos para auxiliar neste processo. Outras ações também foram tomadas para melhor distribuição.

       Na área urbana, iniciou neste domingo (29) a programação de abastecimento de água que irá seguir para nos próximos dias. Nos bairros Engenho Braun, Jardins, São Cristóvão, Boa Vista, Bom Pastor, Paraíso, São Pedro, Bela Vista, Líder, Vila Real, Esplanada, Monte Belo e Santa Maria serão abastecidos no início da noite. Nos demais bairros, a distribuição será durante o dia, mas com intermitência entre à noite e a madrugada. Já no perímetro rural, nos últimos dias caminhões-pipa têm feito rodízio para abastecer as localidades. Na manhã da última sexta-feira (27) dois veículos abasteceram 15 comunidades de Chapecó.

Portanto, diante desta situação, os cidadãos também têm responsabilidade. Nesse sentido, a CASAN faz os seguintes pedidos a população:

  • Evitar de lavar casas, pátios, calçadas e hall de prédios.
  • Não utilizar a mangueira para lavar os espaços e carros.
  • Ao lavar louças ou escovar os dentes, buscar fechar a torneira.
  • Tente recolher as roupas sujas até encher a máquina de lavar antes de acioná-la, pois uma lavagem, em média pode consumir até 160 litros de água.
  • Evite banhos demorados. O chuveiro consome muita água e energia elétrica.
  • Reaproveite a água do banho e da máquina de lavar para fazer as pequenas limpezas, como a da calçada ou do carro, e também para dar a descarga.
  • Cuidado com os vazamentos nos canos.
  • Cozinhar com menos água. 

       O uso consciente da água neste momento é de extrema importância e se cada um fizer sua parte, iremos unir esforços e assim amenizar a situação. Pense nisso e não se esqueça: Estamos juntos!

 

 

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá
Foto: Vinicius Farfus


  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

Fossá busca o MP para garantir reposição salarial14/01/16 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá protocolou, na tarde de quinta-feira, 14, representação junto ao Ministério Público (MP) contra o que entende ser uma omissão ilícita e inconstitucional promovida pela prefeitura de Chapecó. O motivo é o descumprimento da Lei que determina a reposição salarial dos servidores públicos no mês de janeiro, bem como, a não apresentação do projeto de revisão geral anual. Fossá lembra......
Vereadores de Chapecó rejeitam R$ 10 milhões para saúde e educação10/10/17 Chapecó - Na votação do Plano Plurianual (PPA) para o período de 2018 a 2021, os vereadores da base governista votaram contra as emendas do vereador Cleiton Fossá, que transferia R$ 10 milhões da Secretaria de Comunicação Social, previsto para gastos com......
Falta de medicamentos: E agora, o que fazer?22/05/18 Chapecó – A falta de medicamentos na rede municipal de saúde de Chapecó é recorrente e preocupa o vereador Cleiton Fossá. O mandato tem recebido reclamações constantes de usuários do Sistema......

Voltar para NOTÍCIAS