Postado em 19 de Outubro de 2016 às 19h17

Fossá defende união em prol da Segurança Pública

Chapecó - A crescente onda de criminalidade que assola Chapecó - foram dois homicídios e um latrocínio nos últimos dias, além dos assaltos em residências e contra pessoas - foi debatida na Câmara de Vereadores na tarde desta quarta-feira (19). O vereador Cleiton Fossá subiu na tribuna para defender a união do Poder Legislativo para cobrar e pressionar a Secretaria de Segurança Pública no sentido de adotar medidas urgentes. 'Neste momento, precisamos que os 21 vereadores estejam unidos e atuando juntos, pois teremos assim mais força em nossas reivindicações', explica. 

Para Fossá, é necessário que o Estado amplie o investimento em segurança pública e aumente a estrutura e os quadros das Polícias Civil e Militar em Chapecó. 'A Câmara de Vereadores tem que demonstrar unidade e cobrar ações concretas, senão vamos apenas fazer discurso e a criminalidade seguirá crescendo em nosso município', destaca. Conforme Fossá, é preciso que seja realizada, em um primeiro momento, uma audiência entre os 21 vereadores e o secretário de Estado de Segurança Pública, César Grubba. 'Precisamos, unidos, cobrar do secretário ações imediatas', salienta.

Alarmante

Fossá relata que somente na terça-feira, dia 18, a Polícia Militar registrou seis assaltos, ou seja, quando há emprego de ameaça. Um posto de combustível e duas residências foram invadidas por bandidos armados. Além disso, somente neste ano foram registrados 32 homicídios. 'A Polícia Militar faz bem o seu papel, mas com o efetivo atual é impossível avançar. A Polícia Civil tem alto índice de resolubilidade, porém precisa de mais estrutura. Como representantes da população, os vereadores precisam chamar a responsabilidade e cobrar das autoridades competentes', finaliza.

Veja também

Fossá foca propostas no interesse social23/01/14 Chapecó - O novo Plano Diretor de Chapecó segue sendo discutido através de Audiências Públicas nos bairros e o vereador Cleiton Fossá teve mais sugestões aprovadas. O parlamentar pediu que os cadastros de espera nos loteamentos de interesse social - que engloba famílias com renda entre um e três salários mínimos - sejam tornados públicos pela Secretaria de Habitação. 'Isso deixará o processo mais transparente e......
Curupira: a saúde em Chapecó anda para trás!21/05/18 Chapecó – Dias, meses e até mesmo mais que um ano, a demora para marcar uma consulta, exame ou cirurgia parece que se tornou normal para os chapecoenses. Se o 6º artigo da Constituição Federal prevê garantir os......

Voltar para NOTÍCIAS