Postado em 07 de Abril de 2020 às 12h27

Governo lança aplicativo para auxílio emergencial

Cleiton Fossá | Vereador        O Governo Federal lançou nesta terça-feira (07) o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para se inscrever no auxílio emergencial, benefício de R$ 600...

       O Governo Federal lançou nesta terça-feira (07) o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para se inscrever no auxílio emergencial, benefício de R$ 600 para trabalhadores autônomos afetados pela pandemia do novo coronavírus.

       O App exclusivo do programa foi anunciado pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em coletiva à imprensa que contou também com a presença do Ministro da Economia, Paulo Guedes, do Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni e do presidente da DataPrev, Gustavo Canuto.

       Estima-se que o governo atenderá com esta medida entre 15 e 20 milhões de pessoas que não participam de programas como o Bolsa Família. Até o momento, o app já recebeu mais de 3,5 milhões de inscrições. A estimativa é de que 15 milhões de brasileiros realizem o cadastramento apenas hoje. Até quinta-feira, a previsão é de que sejam feitos 40 milhões de cadastros.


Os trabalhadores podem pedir das seguintes maneiras:

- Clique aqui para acessar pelo site: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio  

- Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

- Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331


Quem tem direito a receber

-Ser microempreendedor individual (MEI)
-Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS)
-Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único — quem não estiver cadastrado poderá fazer uma autodeclaração por meio de aplicativo.
-Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020
-Ter mais de 18 anos
-Família com renda mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (522,50 reais) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (3.135 reais)
-Não ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de 28.559,70 reais

 

-No máximo duas pessoas por família podem receber o auxílio emergencial de R$ 600. As mães chefes de família têm direito a receber o benefício em dobro, ou seja, R$ 1.200.

-Quem não tiver conhecimento se está ou não registrado no CadÚnico deve fazer a consulta por meio do site:
meucadunico.cidadania.gov.br/meu_cadunico.

-A pessoa que se encaixa no perfil para receber o auxílio emergencial e não estiver no Cadastro Único poderá fazer uma autodeclaração por meio de aplicativo lançado.

-Os não cadastrados precisam fazer a autodeclaração no aplicativo ou no site do auxílio emergencial.

Dúvidas?

       A Caixa também disponibilizou o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial. Não será possível se inscrever pelo telefone, apenas tirar dúvidas.


Quer ficar sabendo das principais informações de Chapecó? Entre no meu grupo de whatsapp ?
https://chat.whatsapp.com/I57wAgIhjE12D9Bhu9AW2U


 

 

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá

 

 


  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

Fossá solicita à Funai políticas públicas para indígenas07/02/17 Brasília - Os deputados federais Valdir Colatto e Luis Carlos Heinze, a deputada federal Tereza Cristina e o vereador de Chapecó, Cleiton Fossá, tiveram, na manhã desta terça-feira, dia 7, audiência com o novo presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho Costa. No encontro, apresentaram os problemas e as ilegalidades existentes nos processos de demarcação de terras indígenas no......
Projeto quer acabar com parentes comissionados19/04/16 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá protocolou na Câmara de Chapecó um projeto de lei que proíbe que parentes de agentes políticos do poder executivo municipal sejam nomeados em cargo de comissão ou de confiança no poder legislativo de Chapecó, e proíbe que......

Voltar para NOTÍCIAS