Postado em 04 de Dezembro de 2015 às 18h20

Vereador Fossá defende revogação de editais

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Transporte Coletivo (6)Vereador (224)
Chapecó - O vereador Cleiton Fossá participou da Audiência Pública que tratou sobre o Plano de Mobilidade Urbana de Chapecó. Em sua manifestação, Fossá solicitou que a prefeitura de Chapecó revogue os editais de licitação do Transporte Coletivo e do Estacionamento Rotativo, lançados recentemente. A proposta foi aprovada pelas entidades e pessoas presentes no encontro. Conforme Fossá, os dois editais não observam o novo Plano de Mobilidade Urbana, que está em análise na Câmara de Vereadores. Por isso, na opinião do vereador, os editais não contemplam melhorias nos serviços prestados. 'O Transporte Coletivo seguirá sendo prestado com péssima qualidade e tarifas altas e o Estacionamento Rotativo continuará não sendo, de fato, rotativo', diz. Sendo assim, Fossá defende que a administração municipal revogue os dois editais, aguarde o Plano de Mobilidade Urbana ser analisado pelos vereadores e, depois disso, faça as adequações conforme o Plano aprovado pelos vereadores. 'Do jeito que estão, os editais são baseados em modelos obsoletos, não contemplando os princípios necessários para atender a população', finaliza ele.

Veja também

Vereador fala sobre ausência da prefeitura em reuniões03/08/15 Chapecó - 'Aproveitei o recesso de julho para realizar visitas às comunidades e promover reuniões em bairros de Chapecó, buscando melhorar as condições de algumas localidades. Infelizmente, a administração municipal deixou de comparecer no bairro Bom Pastor, onde havia um público de mais de 100 pessoas, e bairro Eldorado, com mais de 50 pessoas. As reuniões foram aprovadas pelo plenário da Câmara, por......
Caso Pelicioli: Vereadores solicitam parecer jurídico23/04/14 Chapecó - Os vereadores de oposição na Câmara de Chapecó - Cleiton Fossá, Marcilei Vignatti, Nacir Marchesini e Cleber Ceccon - encaminharam ofício ao procurador jurídico da Casa, Luiz Junior Peruzzolo, solicitando parecer se houve ou não quebra de decoro......

Voltar para NOTÍCIAS