Postado em 13 de Outubro de 2015 às 19h35

Vereador pede que Estado cumpra repasse constitucional para educação

Chapecó (304)Cleiton Fossá (314)Moção (6)Vereador (224)
Chapecó - Através da moção de apelo 134/15, a Câmara de Vereadores de Chapecó aprovou pedido para que o governo do Estado cumpra o artigo 170 da Constituição de Santa Catarina, que trata sobre o valor de assistência financeira aos alunos matriculados nas instituições de educação superior. Conforme o autor da moção, vereador Cleiton Fossá, o valor previsto deve ser nunca inferior a 5% que o Estado tem o dever de aplicar na manutenção e no desenvolvimento do ensino. Entretanto, Fossá lembra que atualmente o Estado de Santa Catarina vem repassando somente 3% a título dessa assistência financeira, nunca chegando aos 5% constitucionalmente previstos. O vereador pedirá ainda aos deputados estaduais, que façam pressão para que o governador Raimundo Colombo respeite o que está previsto no artigo 170. 'As bolsas de estudo são essenciais para que muitos acadêmicos possuam continuar frequentando as universidades', explica o vereador Fossá.

Veja também

Fossá cobra administração municipal28/04/14 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá voltou a cobrar, na tribuna da Câmara, mais rapidez da administração municipal na resolução de algumas demandas em Chapecó. O primeiro assunto abordado foi o concurso da Guarda Municipal, que iniciou em 2012, mas que até agora os aprovados ainda não foram chamados. 'Neste momento de aumento da criminalidade em Chapecó, a Guarda Municipal é mais uma ferramenta de prevenção e......
Reunião sobre marmorarias define encaminhamentos25/11/13 Chapecó - A Câmara de Vereadores de Chapecó promoveu na tarde de ontem, por iniciativa do vereador Cleiton Fossá, a segunda reunião de trabalho sobre a forma de deliberação de funcionamento, concessão de alvarás sanitários e exigências para o funcionamento......
Fossá reassume na Câmara de Chapecó04/05/15 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá reassumiu nesta segunda-feira (4) sua cadeira na Câmara de Chapecó, após dois meses de licença não remunerada, quando o suplente Honorino Bosco esteve como vereador. Fossá aproveitou o período licenciado para realizar......

Voltar para NOTÍCIAS