Postado em 26 de Fevereiro de 2018 às 18h04

Votação de projeto de transparência na saúde é adiada

Cleiton Fossá | Vereador Chapecó – O Projeto de Lei 072/17, que trata da divulgação das listas de pacientes que aguardam por consultas com médicos especialistas, exames e cirurgias na rede pública...

Chapecó – O Projeto de Lei 072/17, que trata da divulgação das listas de pacientes que aguardam por consultas com médicos especialistas, exames e cirurgias na rede pública municipal de Chapecó, teve novo pedido de vistas aprovado. Ele seria votado nesta segunda-feira, dia 26, mas a ausência de alguns vereadores fez com novo pedido de adiamento fosse feito e aprovado.

De autoria do vereador Cleiton Fossá, a iniciativa ganhou parecer favorável da Procuradoria da Câmara e da Comissão de Legislação e Justiça. Desde que assumiu como vereador, em janeiro de 2013, Fossá luta por mais transparência na área da saúde em Chapecó. O vereador apresentou o Projeto ainda no primeiro ano de mandato, em 2013, após visitar as Unidades de Saúde.

Posteriormente, Fossá reapresentou o Projeto em 2014, 2015 e 2016, sempre sendo rejeitado pela base governista. Em 2017, voltou a reapresentá-lo, mas o Projeto teve diversos pedidos de vistas, ficando para ser votado somente em 2018. O Projeto torna os serviços prestados à população mais eficientes e transparentes, evitando que pessoas sejam passadas à frente.

Para preservar o direito à privacidade do paciente, a identificação é realizada por meio do cartão nacional de saúde ou pelo CPF. Uma lei semelhante entrou em vigor em Santa Catarina no ano passado. A lei estadual não inclui, necessariamente, as questões de saúde relacionadas aos municípios, por isso, Fossá defende a necessidade de uma lei municipal.

 

Bruno Pace Dori, Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

Veja também

Cleiton Fossá busca aperfeiçoar Projeto de Lei para isenção no IPTU em caso de tratamento de Câncer27/08        Em 17 de abril do ano passado, o Vereador Cleiton Fossá apresentou o Projeto de Lei número 13/2019 com o objetivo de melhorar os critérios de isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para proprietário de imóvel que esteja em tratamento de câncer ou possua no seu grupo familiar pessoa em tratamento da doença.......

Voltar para NOTÍCIAS