Postado em 17 de Setembro de 2020 às 15h03

Parcelas de R$ 300 são regulamentadas no auxílio emergencial

       A prorrogação do Auxílio Emergencial foi oficializada pelo governo federal e Ministério da Cidadania. Pela nova regra, as próximas quatro parcelas serão pagas ao valor de R$ 300. O benefício foi renomeado de "Auxílio Emergencial Residual" com novas regras e com acesso restrito. O primeiro pagamento das quatro novas parcelas iniciou nesta quinta-feira (17), com prioridade para aquelas pessoas com número final do NIS 1. 


       O limite de recebimento do novo benefício será até 31 de dezembro, independente do número de parcelas que já tenham sido recebidas pelo beneficiário. É importante estar atento em como funcionará o recebimento. Quem recebeu após abril terá direito a menos parcelas de R$ 300 e o valor dependerá da data de concessão do auxílio emergencial residual.

       O Ministério da Cidadania informou ainda que as cinco parcelas de R$ 600 ainda estarão disponíveis para quem passou a receber a partir de julho, além de uma nova parcela do novo benefício, que deve ser paga em dezembro. A Caixa destaca que o pagamento ocorrerá da mesma maneira, diretamente em depósito em conta ou por meio de crédito em poupança digital da Caixa.

       Ocorrerá reavaliação dos beneficiários aprovados com verificação mensal dos critérios. A previsão é de que menos beneficiários sejam atingidos com o benefício. Por exemplo, não receberá as novas parcelas de R$ 300 quem tenha vínculo de emprego formal ativo adquirido após o recebimento do auxílio emergencial; que tenha renda familiar mensal per capita acima de meio salário-mínimo e renda familiar mensal total acima de três salários-mínimos, entre outras condições.

Participe, apresente sua demanda ao vereador e fique por dentro da atuação do mandato por meio das nossas redes sociais: Facebook - Instagram e nosso WhatssApp.

Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá

Com informações G1 / Crédito da imagem: Uol

Veja também

Fossá pede solução para problemas na coleta de lixo17/02/15 Chapecó - Problemas na coleta de resíduos sólidos seguem evidenciando que o sistema atual não funciona. Assim, o vereador Cleiton Fossá resumiu a dificuldade enfrentada por muitos moradores de Chapecó. No centro, onde foram instalados os contêineres, o lixo se acumula nas ruas e calçadas. Já os bairros sofrem com a falta de coleta regular. Com base nisso, Fossá apresentou requerimento na Câmara de Vereadores......
Resposta sobre pedido de cassação de Cleidenara Weirich06/10/17 Chapecó ' Em nota intitulada 'Risco de oportunismo no caso Cleidenara', publicada na coluna do Marcelo Lula, jornal Sul Brasil, e comentário do mesmo jornalista no programa Bastidores, na rádio Super Condá, na qual sou diretamente citado, é......

Voltar para NOTÍCIAS