Postado em 15 de Agosto de 2020 às 17h11

Como se proteger dos principais golpes virtuais durante a pandemia da Covid-19


       Estar conectado a internet durante a maior parte do dia - e da noite - não é mais visto com estranheza. A pandemia da Covid-19 acelerou o acesso à tecnologia e ao uso dos aparelhos eletrônicos. Apesar do avanço tecnológico, é preciso estar atento aos golpes virtuais que tem causado graves prejuízos financeiros aos brasileiros. 

       Segundo pesquisa realizada pela Refinaria de Dados, empresa especializada na coleta e análise de informações digitais, a busca de informações pessoais e bancárias de brasileiros cresceu 108% no período entre 20 de março e 18 de maio.

       A empresa relatou que durante isolamento social, as mensagens feitas pelos criminosos para atrair a atenção dos brasileiros quase sempre mencionavam as palavras Covid, Auxílio e Caixa - expressões que mais cresceram no período. Cerca de 40% das mensagens tinham a palavra Covid; 36%, Auxílio; e 33%, Caixa.

       Os principais golpes tem acontecido por meio do whatsapp, relacionados justamente ao Coronavírus (Covid-19) ou ao Auxílio Emergencial. Um dos golpes que as pessoas tem sofrido é o recebimento de uma ligação ou mensagem do whatsapp com foto de uma pessoa conhecida, como amigo ou parente, por exemplo.

       A pessoa pode solicitar uma transferência de dinheiro ou de depósitos alegando estar em uma situação de emergência. É importante estar atento e não ser levado pela emoção. Para não cair nesse golpe, é possível desligar a chamada e conferir com o número oficial da pessoa ou tentar contato pessoalmente para verificar se a situação de urgência está realmente acontecendo.

       A conta do whatsapp também pode ser mais segura. É possível acessar "Configurações" e em seguida "Confirmação em duas etapas", inserir uma senha, não contá-la a ninguém e garantir maior proteção para sua conta pessoal.

      Em relação ao Auxílio Emergencial, os casos relatos tem sido de recebimento de mensagens como se fosse a Caixa Econômica Federal. Centenas de aplicativos falsos foram criados e por esse motivo é importante consultar a agência e informar-se pessoalmente ou baixar somente o aplicativo institucional do Auxílio Emergencial: o CAIXA TEM

       No aplicativo, é possível acessar informações sobre o Auxílio Emergencial, benefícios e programas sociais, além de informações ao trabalhador como FGTS, Abono Salarial do PIS e Seguro-Desemprego.

       Outro golpe comum envolve o recebimento de mensagens do Ministério da Saúde solicitando dados pessoas. O órgão pode efetuar ligação, mas somente com perguntas específicas relacionadas à saúde da pessoa. Esses órgãos não enviam mensagens e não solicitam dados pessoais. 

       Os crimes virtuais, aplicados por meio de dispositivos móveis, como smatphones ou notebooks podem ser denunciados por meio de Boletim de Ocorrência em uma Delegacia ou em Delegacias de Polícia especializadas em crimes cibernéticos. 

       É importante reunir provas, como fotos da tela (prints), informações e mensagens recebidas e todo material que for possível reunir para fundamentar a denúncia do caso.

Participe, apresente sua demanda ao vereador e fique por dentro da atuação do mandato por meio das nossas redes sociais: Facebook - Instagram e nosso WhatssApp.


Assessoria de Comunicação Vereador Cleiton Fossá

Veja também

Prefeitura de Chapecó descumpre TAC e recebe multa de R$ 440 mil28/09/15 Chapecó - A prefeitura de Chapecó foi multada em R$ 440 mil pela 13ª Promotoria de Justiça da Comarca de Chapecó e, assim, está impedida de receber transferências de recursos federais até efetuar o pagamento do débito. O Ofício de Protesto de Título já foi comunicado sobre a decisão, assinada pelo promotor Eduardo Sens dos Santos no último dia 14 de setembro. A multa foi aplicada após a administração municipal ter......
Fossá solicita melhorias em comunidades02/03/16 Chapecó - O vereador Cleiton Fossá recebeu, nos últimos dias, demandas da comunidade de Chapecó, solicitando melhorias em ruas e outras estruturas públicas. No bairro Palmital, moradores reclamam do estado de abandono da praça Elizabeth Roman, localizada na......
Fossá solicita palco alternativo na Efapi para artistas locais14/09/17 Chapecó - Em pronunciamento na tribuna da Câmara de Vereadores nesta sexta-feira, Cleiton Fossá mostrou seu desacordo com a decisão da administração municipal em não colocar um palco alternativo na edição deste ano da Efapi para que os artistas locais possam......

Voltar para NOTÍCIAS