Postado em 16 de Dezembro de 2013 às 19h37

CPI tem novos depoimentos

Investigação (5)Encontro (3)Depoimentos (4)CPI (9)Cleiton Fossá (314)Chapecó (304)Asfalto (11)
Chapecó - Foi realizada na manhã de ontem (16) a 6ª reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Asfalto em Chapecó. Neste encontro, houve os depoimentos do engenheiro da Planaterra, Darlan Almeida Russo, e do vereador Dalmir Pelicioli. A empresa Planaterra é a permissionária responsável pela pavimentação asfáltica em Chapecó. Já Pelicioli foi citado pelo vereador Delvino Dall Rosa (PMDB) no discurso que motivou a abertura da CPI. Dall Rosa foi ouvido pelos membros da CPI em depoimento realizado na última sexta-feira (13). O vereador membro da CPI, Cleiton Fossá, questionou o representante da empresa sobre uma possível dívida da prefeitura de Chapecó com a Planaterra. O engenheiro confirmou, sem revelar valores, que a administração municipal tem dívida com a empresa, relativa ao ano de 2012. 'Precisamos identificar agora se essa dívida é a responsável por não ter mais obras de asfalto em Chapecó em 2013', comentou Fossá. 'A confirmação de que a prefeitura tem dívida com a Planaterra derruba o argumento do governo de que a CPI impede ela de fazer asfalto', completou. Fossá lembra que o objetivo da CPI do Asfalto é investigar ordens de serviço dadas pela prefeitura de Chapecó nos anos de 2011 e 2012, ou seja, não interfere em nada no andamento da pavimentação asfáltica em Chapecó atualmente. 'Quem está dizendo que a CPI atrapalha a realização do asfalto está subestimando a inteligência da população', explicou. 'E mais, a CPI apenas investiga. Ela não impede a prefeitura de fazer asfalto'. Já Pelicioli disse em seu depoimento que foi apenas citado por Dall Rosa no discurso como exemplo, assim como qualquer outro vereador poderia ter sido. Explicação Na sexta-feira, o vereador Delvino Dall Rosa prestou depoimento à CPI. Ele afirmou que '90% de sua fala foi em tom de brincadeira'e que 'não tem nada de errado em ter dado ordem de serviço para ganhar a eleição'. A polêmica fala de Dall Rosa, que originou a CPI, ocorreu em dia 20 de agosto. Na ocasião, em tribuna, Dall Rosa afirmou que a administração municipal de Chapecó deu ordens de serviço antes das eleições, porque tinha medo de perder os votos dos moradores. A próxima reunião da CPI está marcada para esta quarta-feira (18), a partir das 13h30.

Veja também

Cleiton Fossá alerta sobre perigos do projeto 76/1511/06/15 Chapecó - Muitas pessoas querem saber mais sobre o projeto 76/15, que a prefeitura de Chapecó enviou à Câmara de Vereadores. O projeto prevê uma 'reforma administrativa'que, na verdade, muda cargos e funções. Extingue as Secretarias de Articulação Institucional e de Defesa do Cidadão, sendo que a primeira não servia para nada. Fora isso, o projeto cria 85 novas funções de confiança - quando servidores......

Voltar para NOTÍCIAS