Postado em 14 de Julho às 21h20

Prefeitura de Chapecó deve cumprir recomendação do Ministério Público e distribuir a merenda escolar aos estudantes

Cleiton Fossá | Vereador A Prefeitura de Chapecó, após recomendação do Ministério Público de Santa Catarina, precisará atender à Lei Federal sobre a distribuição de alimentos...

A Prefeitura de Chapecó, após recomendação do Ministério Público de Santa Catarina, precisará atender à Lei Federal sobre a distribuição de alimentos adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos estudantes da Rede Municipal de Ensino.

No dia 23 de abril, a Prefeitura de Chapecó divulgou o Ofício que apresentava a opção de não seguir à lei federal 13987/20 de 07 de abril de 2020. Ao optar por não distribuir, justificou-se que, estava assistindo às famílias através da Secretaria de Assistência Social, por meio da distribuição de cestas básicas.

Ainda em Maio deste ano, após diversas tentativas frustradas de fazer com que o Município fizesse a distribuição da merenda escolar para estudantes da rede municipal de ensino, o Vereador Cleiton Fossá apresentou Denúncia ao Ministério Público para que este tomasse conhecimento e providências sobre o fato de que a Prefeitura de Chapecó optou por não realizar a distribuição de gêneros alimentícios (merenda escolar) aos estudantes das escolas públicas de educação básica.

Com o documento oficial enviado pelo MP, nesta terça-feira, 14, ao Vereador Cleiton Fossá, a Prefeitura deverá adotar as medidas mínimas para garantir a segurança alimentar e nutricional aos estudantes que estão sem aula desde o mês de março, destacando-se que a forma como o município vinha atendendo aos estudantes, por meio da Assistência Social, era ineficiente.

Com isso, será preciso adquirir com recursos do PNAE gêneros alimentícios, e distribuir aos pais e responsáveis dos alunos matriculados na rede pública de ensino, preservando os 30% destinados os produtos originários da Agricultura Familiar. Ou seja, não mais distribuir cestas básicas.

A administração precisa ainda, estabelecer maneira preferencial para entrega dos alimentos, agendar e organizar a distribuição para evitar aglomeração. Os Kits de alimentos deverão ser estruturados com base na orientação de nutricionista, com o objetivo de assegurar à alimentação conforme as necessidades nutricionais dos estudantes.

Cleiton Fossá, vereador que levou à denúncia ao Ministério Público, em recente transmissão ao vivo, em suas redes sociais, comenta que à recomendação não seria necessária, se a administração municipal, tivesse aderido a legislação federal, quando sancionada, e ainda, se tivesse ouvido os apelos do Parlamentar, que encaminhou diversos documentos solicitando a distribuição adequada da merenda.

“Buscamos dialogar através de documentos apresentados e em discussões em nossas redes sociais, mas obtivemos uma resposta inaceitável que, por opção, a Prefeitura de Chapecó decidiu não cumprir a Lei Federal. Então, denunciamos ao Ministério Público de Santa Catarina, a situação”, afirma.

Fossá salienta ainda, que cumprir a Lei Federal, não é somente levar alimento aos estudantes que em muita situações passam fome, mas também de possibilitar ao agricultor familiar, gerar renda, e sustentar a sua família. Uma ação em cadeia.

“Me preocupo muito com todo o cenário, com o estudante sem o alimento garantido pela lei e o agricultor que deixa de vender os seu produto, e que diminui sua renda dificultando sua subsistência em meio a uma pandemia que atinge e afeta o mundo todo”, conclui.

Caso a Prefeitura de Chapecó não acatar a recomendação do Ministério Público, de acordo com o documento apresentado pelo órgão, configura-se como ato de improbidade administrativa, em razão da violação dos deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições.

Fossá, desde o início da pandemia tem buscado a melhora na política de segurança alimentar para crianças e adolescentes da rede municipal, por meio da distribuição adequada da merenda.

O vereador comenta com muita satisfação a notícia de que a prefeitura deve acatar a recomendação MP.

“Com sentimento de dever cumprido, mas ainda vigilante para acompanhar a efetivação desse direito para os estudantes do município”, finaliza.

 

 

 

>>> Fique por dentro da atuação de Cleiton Fossá pelo WhatsApp, ou através das redes sociais: Facebook e Instagram.




Fonte: Assessoria de Comunicação Cleiton Fossá

  • Cleiton Fossá | Vereador -

Veja também

Dia do Torcedor da Chapecoense em pauta02/02/15 Chapecó - Será realizada nesta terça-feira (3), a partir das 14h30, uma reunião de trabalho na Câmara de Vereadores de Chapecó para discutir possíveis datas para ser instituído o 'Dia do Torcedor da Chapecoense'. A proposta de criação da data é de autoria do vereador Cleiton Fossá, pelo projeto 191/14. Após a reunião, as possíveis datas serão disponibilizadas aos cidadãos através de consulta pública, para......
Gabinete Virtual completa um ano05/12/18 Chapecó – O “Gabinete Virtual”, inovação lançada pelo mandato do vereador Cleiton Fossá, completou um ano de lançamento neste dia 5 de dezembro. Durante o ano de 2018, foram recebidos 1.851......
Fossá faz visitas à comunidade10/04/15 Chapecó - Mesmo licenciado sem remuneração do cargo, o vereador Cleiton Fossá continua realizando reuniões nas comunidades de Chapecó. Na última semana, Fossá esteve na última semana nos bairros Efapi, Santo Antônio, Eldorado, Bom Pastor, no distrito de......

Voltar para NOTÍCIAS